Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gare do Oriente, Médio

Dois arquitectos portugueses emigram para o Reino da Arábia Saudita. Um escreve (às vezes também esquiça), outro fotografa.

Gare do Oriente, Médio

Dois arquitectos portugueses emigram para o Reino da Arábia Saudita. Um escreve (às vezes também esquiça), outro fotografa.

B38AB285-DC54-42D8-9EE6-9492BA96A32F.png

 

Mais ou menos. O que lá estava de Foster + Partners era o design da torre Al Faisalyah. Estas 3 mulheres encontram-se todos os segundos sábados de cada mês, no restaurante que fica na esfera do topo.

O restaurante tem buffet de fim de tarde, há pequenas sandes de salmão e queijo, macaroons, pastelaria diversa, sushi, fruta fresca e cascata de chocolate, zaatar, mini pizzas, café, chá de menta, sumos de fruta, trazem muita coisa para a mesa, mas acabam por comer pouco.

Conversam sobre fundos de investimento, e criptomoedas. E sobre a invasão do mercado automóvel saudita por marcas chinesas. Riem muito, mas discretamente. Falam sobre a ineptitude das empregadas, e da guerra no Iemen. E dos pretendentes da mais nova, já recusou dois, um deles bem jeitoso, ainda tinha os dentes todos e mais de 100 camelos. Riem. E por falar em dentes, o Abdul, que não deixa ninguém dormir, estão a nascer. Uma delas descreve a sua última viagem a Londres, a mais nova prefere Viena, já não gosta de ir a Londres, demasiados Árabes. És tão parva. Voltam a rir.

Ou então não, que eu de Árabe percebo Alá é grande e pouco mais.

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.