Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gare do Oriente, Médio

Dois arquitectos portugueses emigram para o Reino da Arábia Saudita. Um escreve (às vezes também esquiça), outro fotografa.

Gare do Oriente, Médio

Dois arquitectos portugueses emigram para o Reino da Arábia Saudita. Um escreve (às vezes também esquiça), outro fotografa.

Yanbu, “A capital do mergulho”

É assim que Arábia Saudita está a vender este novo destino.

Na costa Oeste da Arábia Saudita, Yanbu é banhada pelo magnífico Mar Vermelho.

Para os aficionados do mergulho em todo mundo este é uma das “Mecas” mundiais e um dos pontos obrigatórios em qualquer “bucket list” de destinos para mergulho.

Para os residentes no país e que praticam mergulho, Yanbu não é o destino regular por razões logísticas. Mas é sem dúvida um dos melhores disponíveis na costa Oeste. Jeddah é normalmente o destino pela facilidade de acesso e a maior oferta de actividades para além do mergulho. Mas até os mergulhadores de Jeddah se deslocam regularmente até Yanbu. É como viver em Negrais, mas mesmo assim dar um saltinho à Mealhada…

O mergulho no Mar Vermelho é possível ao longo de todo o ano. As temperaturas médias da água variam entre 24º em Janeiro e os 31º em Agosto. Fazendo uma comparação com as águas do Atlântico, podemos dizer que tomar banho aqui é o equivalente a uma “sopa” quente. Depois disto não é fácil voltar a molhar os tornozelos em Carcavelos. A ondulação por seu lado vem ainda reforçar mais a ideia de sopa. 

Em relação ao mergulho propriamente dito, as condições são excepcionais. A costa de Yanbu dispõem de uma formação de recifes de coral denominados “Seven Sisters” pelos sete topos que se podem reconhecer facilmente à superfície e que se estende por cerca de 90Km ao longo da costa.

Pela distância a que os locais de mergulho se encontram da costa o acesso a estes locais é feito de barco.

A vida existente nestas águas não é facilmente descritível pela quantidade e diversidade. Desde todo o tipo de corais até aos peixes que normalmente vemos nos aquários mais exóticos para além de um sem fim de tubarões e baleias. Mas aquilo que faz tantos mergulhadores se deslocarem a Yanbu é a visibilidade que estas aguas apresentam. De facto a visibilidade é de tal forma incrível que torna necessárias algumas precauções até para mergulhadores mais experientes. O facto de existir uma visibilidade tão perfeita altera a noção da profundidade a que o mergulhador se encontra e rapidamente se atingem as profundidades máximas permitidas sem termos a noção de estarmos tão perto desses limites. Mas felizmente as novas tecnologias e os computadores de mergulho rapidamente fazem soar os alertas relembrando que o mergulho é uma actividade lúdica e de recreio mas não isenta de riscos e que deve ser levada da forma mais consciente possível para evitar sustos ou dissabores.

Desde que fiz o curso de mergulho aqui na Arábia Saudita já tive a oportunidade de mergulhar várias vezes em Yanbu. E a cada mergulho recomeça a contagem dos dias para voltar. 

2019-Yanbu-A.jpg

2019-Yanbu-B.jpg

2019-Yanbu-C.jpg

2019-Yanbu-D.jpg

2019-Yanbu-E.jpg

2019-Yanbu-F.jpg

2019-Yanbu-G.jpg

2019-Yanbu-H.jpg

2019-Yanbu-I.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.